Vikings é uma série de TV irlando-canadese que estreou em março de 2013 nos Estados Unidos e Canadá. Escrita e criada por Michael Hirst, para o canal History Channel, mas também disponível na Netflix. A série foi filmada na Irlanda, e se inspirou nas histórias de um dos maiores vikings já conhecidos, Ragnar Lothbrok. A partir da série, podemos compreender um pouco mais das concepções ideológicas, religiosas e principalmente o porquê, de vez ou outra, haver conflitos separatistas entre Reino Unido e Zona do Euro.

O enredo é basicamente inspirado nas explorações feitas por Ragnar naquela época. Ela mostra também muito a fundo os costumes vikings, as belas batalhas e o modo como viviam, tanto as pessoas mais pobres, quanto as mais ricas, através da ascensão social de Ragnar, que inicia como fazendeiro, mas evolui até a realeza..

As batalhas foram o que mais me atraiu e me deixou encantado pela série. Durante alguns dos episódios, o modo com o qual elas foram feitas e encenadas trouxe uma grande realidade, nos levando para muito próximo daquela época. Além do protagonista, gostaria de citar Floki, trata-se de um personagem intrigante, com um ar misterioso e, na minha opinião, um dos melhores da série.

Eu indico essa série àqueles que gostariam de passar seu tempo se distraindo com uma dramaturgia histórica que envolve a mitologia nórdica, cultura medieval, fatos reais, devoção aos deuses e ficção de muito bom gosto. É um pouco mais pesada em relação à programação normal, pois ela tem um conteúdo sexual e violento em alguns episódios, porém é uma excelente série para o público adolescente e adulto. Quem não assistiu ainda, pode assistir sem medo.

Onde assistir? Netflix.

Nota: 🎃🎃🎃🎃🎃 Fuderoso.

Sinopse: Vikings segue a vida de Ragnar Lothbrok (Travis Fimmel), o maior guerreiro da sua era. Lider de seu bando, com seus irmãos e sua família, ele ascende ao poder e torna-se Rei da tribo dos vikings. Além de guerreiro implacável, Ragnar segue as tradições nórdicas e é devoto dos deuses. As lendas contam que ele descende diretamente de Odin, o deus da guerra.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.