O Céu da Meia Noite é o novo filme dirigido, produzido e estrelado pelo excelente George Clooney, que chegou com bastante pompa de blockbuster, sendo comparado antes de ser lançado como uma mistura de Gravidade e O Regresso, mas que, infelizmente, não entrega tanto quanto esperado. 

O filme segue a história de Augustine (Clooney), um cientista que tenta alertar a última tripulação que saiu em uma expedição em um novo planeta, para que não retorne para a Terra, que sofreu uma catástrofe mundial.

Sendo separado em dois núcleos, o primeiro, mais lento, onde Augustine está em uma base espacial no ártico e tenta se comunicar com alguma tripulação no espaço. O segundo, já com mais ação, foca na única tripulação que restou no espaço.

O filme conta com cenas belíssimas no espaço e no ártico, e uma excelente direção e atuação de Clooney, mas talvez pela alta expectativa gerada, e pelo tema da história, esperávamos mais um pouco de impacto e emoção, o que não acontece no decorrer do filme. Sequer parece que o mundo está mesmo acabando. 

No geral, pra quem gosta de filmes de ficção científica com questões de amor, esperança, redenção e fim do mundo vale a pena assistir. 

Onde assistir: Netflix. 

Nota: 🎃🎃🎃🎃 Dei valor!

Sinopse: O Céu da Meia-Noite acompanha Augustine (George Clooney), um solitário cientista no Ártico que tenta impedir que Sully (Felicity Jones) e seus colegas astronautas voltem para casa em meio a uma misteriosa catástrofe mundial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.